Por que fazer especialização técnica em enfermagem do trabalho?

0
48
Visualizações
especialização técnica em enfermagem do trabalho

A Especialização Técnica em Enfermagem do Trabalho é a parte da Enfermagem que tem como objetivo melhorar as condições de trabalho nos mais diversos espaços, diminuindo a incidência de doenças e acidentes e garantindo mais qualidade de vida ao trabalhador. Esta é uma das especialidades que compõem a Equipe de Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT), junto com a Medicina do Trabalho, Engenharia de Segurança e Especialização Técnica de Segurança do Trabalho.

Devido à maior cobrança do governo no sentido de melhora das condições de trabalho e pela transparência desses resultados, e também à conscientização de muitos empregadores, a especialização técnica em enfermagem do trabalho é um curso/carreira muito requisitado hoje.

Neste texto, vamos ver as principais características desta carreira. Continue lendo!

Como é a profissão

O técnico ou auxiliar em enfermagem do trabalho pode trabalhar em qualquer empresa, pública ou privada: hospitais, fábricas, indústrias, escritórios, etc. Seu objetivo é prevenir acidentes ou surgimento de doenças físicas, mentais ou psíquicas nos trabalhadores.

Quando sua atuação é diretamente com os trabalhadores e suas famílias, envolve: primeiros socorros, planejar campanhas de prevenção de acidentes, dar cursos e palestras sobre a importância do uso dos EPIs (Equipamentos de Proteção Individual), avaliar o estado da saúde do trabalhador no seu ambiente de trabalho, coletar dados sobre doenças ocupacionais incidentes nos funcionários da empresa, entre outras.

Outras de suas atribuições, junto ao centro de decisão da empresa, são estudar os ambientes e planejar intervenções e melhorias neles ou nas atividades. Disso pode resultar, por exemplo, recomendações no sentido de adquirir ou mandar fazer móveis ergonômicos, adaptados ao corpo e às necessidades de cada trabalhador; de substituir máquinas ou substâncias que apresentam mais riscos à saúde por similares mais seguros; de diminuir o tempo ou a proximidade de atividades barulhentas; de instaurar condições de trabalho menos estressantes, para evitar doenças mentais ou psíquicas; iniciativas como cursos e consultorias sobre segurança do trabalho para gestores e para a CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes).

Habilidades exigidas do profissional: disponibilidade para se dedicar à saúde do outro, trabalhar bem sob pressão, manter o controle emocional diante da vulnerabilidade dos outros, empatia, proatividade, atuar bem em equipe e ter um pouco de didática, pois será preciso instruir leigos (trabalhadores, seus gestores e familiares) sobre assuntos relacionados à saúde no trabalho.

A carga horária costuma ser de 36 horas por semana. É possível ao técnico fazer três horas numa empresa e três em outra por dia. Para poder atuar, ele precisa estar ativo no COREN (Conselho Regional de Enfermagem).

Como é o curso

O curso é uma das pós-graduações oferecidas pelo curso de Enfermagem. Dependendo da instituição, o curso pode durar de dois a três semestres. Só pode ser feito por pessoas que já tenham concluído o curso técnico ou graduação em Enfermagem.

Algumas das disciplinas mais importantes são:

• Legislação em segurança do trabalho e saúde do trabalhador;
• Biossegurança;
• Ergonomia;
• Toxicologia;
• Doenças ocupacionais;
• Doenças mentais no trabalho;
• Atenção à saúde do trabalhador;
• Vigilância em saúde do trabalhador.

Visite o site para saber mais!


Warning: A non-numeric value encountered in /home/storage/f/0a/1d/bloginaci1/public_html/wp-content/themes/ionMag/includes/wp_booster/td_block.php on line 1008

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite a sua mensagem!
Digite o seu nome