Educação inclusiva e o papel do professor

0
250
Visualizações
educação inclusiva

Sabemos o quanto é importante o papel dos professores em nossas vidas. São eles quem nos ensinam e nos preparam para enfrentar os desafios da vida. E se tratando de educação inclusiva, essa tarefa se torna um desafio ainda maior para os professores, pois exige que possuam amplo conhecimento, adquiram diversas competências e tenham mais responsabilidade.

Com a implantação da Educação Inclusiva nas escolas brasileiras o professor pode se deparar com alunos que possuem diferentes tipos de necessidades especiais, que exigem que o professor tenha habilidades específicas para alfabetizar, ensinar e integrá-los no ambiente escolar.

Neste texto vamos lhe mostrar como a educação inclusiva está sendo inserida nas escolas e qual o papel do professor no aprendizado dos alunos portadores de necessidades especiais:

Inclusão do aluno especial nas atividades da turma

As limitações físicas ou psicológicas são vistas por muitos como empecilho para se praticar certas atividades. Porém, a tarefa do professor é fazer com que os alunos com necessidades especiais se sintam incluídos na turma.

O respeito e o companheirismo dos colegas é algo primordial para o avanço do aprendizado dos alunos com necessidades especiais. Isso fará com que o aluno seja acolhido e tenha um bom convívio com os colegas.

Por isso, o professor precisa fazer uma sondagem inicial e avaliar as atividades e métodos de ensino, e se possível criar mecanismos de interação entre os alunos. Além disso, é necessário flexibilizar o modo de ensino buscando otimizar o aprendizado de acordo com a necessidade de cada aluno, considerando suas características e dificuldades.

Portanto, o papel do professor na Educação Inclusiva vai muito além dos ensinamentos. É preciso explorar o lado humano, solidário e a sua capacidade profissional. Nesse sentido, o professor tem um papel importante de mediação entre aprendizado, socialização dos alunos e no respeito às diferenças.

O perfil de professores na educação inclusiva

A educação especial e inclusiva exige que os professores transformem sua maneira de pensar e ver o mundo. Como educador, é necessário observar as limitações dos alunos especiais e aprimorar seu método de ensino.

Nesse sentido, o professor de Educação Especial precisa ter um perfil motivador e que consiga ampliar a curiosidade do aluno em busca de novos conhecimentos. Também é preciso ter o senso crítico de reconhecer o que está dando certo e repensar o que está falhando.

Nesse sentido, é preciso ter um perfil muito versátil e desafiador, que busque dar o melhor de si no intuito de extrair o melhor de seus alunos.

Formação adequada às necessidades dos alunos especiais

Um dos problemas da formação de professores é a falta de inclusão de matérias específicas sobre a temática de educação inclusiva. São raras as graduações que habilitam ou ao menos oferecem disciplinas voltadas a essa questão.

Assim, muitos acabam saindo despreparados para enfrentar situações que exijam a alfabetização e o ensino de alunos especiais. Dessa forma, é preciso que os profissionais que trabalham ou que tem o desejo de atuar na Educação Inclusiva busquem novos conhecimentos através de formação continuada.

Existem cursos de pós-graduações específicos e que capacitam professores para essa área. Entre em nosso site e confira as melhores opções para você se especializar e se tornar um grande profissional!

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite a sua mensagem!
Digite o seu nome